Pages

Subscribe:

sábado, 16 de abril de 2011

Militares genocidas argentinos são condenados a prisão perpétua em celas comuns!!


O tribunal Federal de nº1, en San Martin, condenou o ex ditador Reynaldo Bignone como também o policial Luis Patti por delitos graves contra a humanidade cometidos durante a última ditadura militar argentina; Outros dois repressores receberam uma sentença idêntica. Luís Patti,Reinaldo Bignone, Santiago Omar Riveros e Martin Rodrigues receberam pena de PRISÃO PERPÉTUA. A ditaduta na Argentina que durou de 1976 a 1983, tida por muitos como nazifascista, deixou um saldo de 30.000 desaparecidos, milhares de exilados e uma crise econômica que levou o país a um gigantesco atraso social e um endividamento externo sem igual.
O tribunal apontou que todos os condenados cumpram prisão em celas comuns. Bignone já cumpre pena de 25 anos de prisão por 56 delitos cometidos no centro de detenção clandestino que funcionou num complexo militar, chamado Campo de Maio, o maior do país. A citada condenação dos quatro referem-se, portanto a crimes de sequestros, aplicação de torturas e assassinatos de vários militantes da juventude peronista, como o de Gáston Gonlávez e do deputado Diego Muniz Barreto, entre os anos de 1976 a 1977.
O Secretário Nacional de Direitos Humanos da Argentina, afirmou que "se trata de um novo avanço pela busca da verdade, memória e Justiça. Porque com impunidade, disse ele, e esquecimento não se pode construir uma sociedade verdadeiramente democrática".. fonte ABI. É, os argentinos estão buscando a Justiça com ações claras e determinadas. Observadores de todo o mundo vêem que tais expedientes tardaram muito,porém, nos últimos anos, sugerem que o Estado Argentino está disposto a passar a história daquele país a limpo!! Nem tudo está perdido !! Veja,a foto, o perfil dos criminosos !!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Licença Creative Commons
Este obra foi licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution-ShareAlike 2.5 Brasil.