Pages

Subscribe:

segunda-feira, 20 de maio de 2013

QUE VERGONHA, TARSO GENRO!



EMBAIXADORES ÁRABES E GOVERNADOR TARSO:   CLIMA DE CONSTRANGIMENTO

Nesta quinta-feira, os embaixadores árabes creditados no Brasil ao chegarem para audiência com o Governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro, depararam somente com a bandeira de Israel hasteada e nenhuma bandeira dos países árabes. O embaixador israelense havia estado em audiência com o governador antes da chegada dos embaixadores árabes. Essa foi a segunda vez que diplomatas árabes se depararam com a mesma situação, pois a ausência de bandeiras árabes e a presença da bandeira israelense já havia acontecido em outra audiência dos árabes com o governador Tarso Genro.

Essa situação criou um forte clima de constrangimento entre o corpo diplomático árabe e o governo gaúcho. Os embaixadores lamentaram o fato.

Durante a audiência foi apresentada a preocupação dos árabes diante do contrato que o Governador assinou com a empresa militar israelense Elbit durante a sua recente visita a Israel. Conforme publicado pelo site Opera Mundi,

“A Elbit, afinal, é denunciada por sua colaboração na construção do muro que segrega os territórios palestinos, além de fornecer equipamentos de segurança para colônias judaicas consideradas ilegais pelas Nações Unidas. Principal corporação bélica israelense, há estimativas de que fature dois milhões de dólares ao dia com os contratos que detêm nessas atividades.

A gravidade das denúncias contra essa companhia já provocou reação de países europeus, incomodados com o desrespeito às resoluções internacionais. O governo norueguês, por exemplo, obrigou seus fundos públicos a venderem todas as ações da Elbit que tinham em carteira. Processos semelhantes estão em curso na Alemanha e na Holanda. A propósito, os três exemplos são de administrações controladas por partidos de direita.”

Os árabes podem reagir de várias formas a essa situação, como por exemplo, congelar os investimentos de países árabes no Estado do Rio Grande do Sul.

Integraram a comitiva do Conselho, os embaixadores da Palestina, Sudão, Iraque, Mauritânia, Kuaite, Argélia, Emirados Árabes Unidos, Omã, Arábia Saudita, Catar, Egito, Líbano, Marrocos, Jordânia e Tunísia.

Compartilhado de Claudio Daneil

fonte: site PCB



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Licença Creative Commons
Este obra foi licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution-ShareAlike 2.5 Brasil.