Pages

Subscribe:

sábado, 9 de julho de 2011

Dinheiro. Riqueza Orçamentária. Belezas naturais... Grandes rios, corrupção, operação Mexilhão. Rosana, você está no Pontal do Paranapanema.


A cidade de Rosana foi implantada em meados da década de 1950 , em  decorrência dos planos   de construção    de   um   Ramal   Ferroviário   pela Companhia de   Estrada de Ferro sorocabana.  A decisão da construção do Ramal deu-se por volta de 1952, e  deveria  alcançar as  barrancas do rio Paraná,   próximo    da   confluência     do      rio Paranapanema em 1957.    Esse projeto, todavia, malogrou em   decorrência   da criminosa política econômica  predominante   durante   a    ditadura militar-1964-1985- e durante os governos paulistas. Estes sucatearam o setor ferroviário para beneficiar as empresas multinacionais de veículos automotores.

O Rio Paraná   seria transposto   por balsa e, daí algum tempo, a  ferrovia   teria   continuidade  no Estado do Mato   Grosso do Sul até a cidade de Dourados - MS. Um projeto que, se efetivado teria trazido muito  desenvolvimento para a região. Entretanto  interesses  outros fizeram-no  fracassar.
Você sabe quais, não??!!

A cidade se chamaria Rosana, nome de uma das filhas do colonizador Sr. Sebastião Camargo.  A empresa CCCC, no final dos anos 70, iniciaria juntamente com outras grandes empresas a grande hidrelétrica de Porto Primavera.   A principal função da cidade seria comercial. Área de 66 km² abrangida pelo plano, teve seu setor rural retalhado em pequenas propriedades que serviam de apoio e sustentavam o núcleo urbano com certos produtos.

FORMAÇÃO ADMINISTRATIVA:
Distrito criado com a denominação de  Rosana por Lei nº 8092, de 28 de fevereiro de 1964 no município de Teodoro Sampaio.

Elevado à categoria de município com a denominação de Rosana, por Lei Estadual nº 6645, de 9 de janeiro de 1990, desmembrado de Teodoro Sampaio, com sede no antigo distrito de Rosana. Constituído do distrito sede. Sua instalação ocorreu em 1 de janeiro de 1993.


Quando assumi um vaga na Câmara  Municipal de Rosana, em 2001, sabia que a tarefa e os trabalhos derivados  de tais  atribuições  não  seriam  fáceis. Lembrei-me do barão de Montesquieu, embora não merecesse ser lembrado,  e de  sua concepção de poder.            Uma ardil manobra  burguesa  que  culminaria  com    a proposta de tripartição de poder.         Um hábil e questionável plano burguês estava nascendo e suas contradições logo viriam a deriva.                        E eu estava ali, vendo tudo in loco.

Rosana tem, até hoje, e tinha no ano de 2001 um orçamento bastante confortável.  Cenários como esse  são  um  convite   para  que  malandros   e forasteiros de toda a sorte se lancem nessa seara em  busca de  enriquecimento ilícito  e rápido.  A instalação da  Usina  Hidrelétrica Sérgio Motta- prestou bem atenção no nome?- foi  o ponto  inicial  para  a  ampliação da  peça  orçamentária  que  hoje continua sendo uma das maiores da região.     Milhões de ISS e ICMS entraram nos cofres do município desde os idos do início d a construção da grande  barragem, prosseguindo com sua construção que levou mais de 20 anos para sua conclusão final.   Como afirmou atento observador: . .(.. )  “é um dos maiores exemplos de corrupção com desvio de dinheiro público do país”.  Avancemos mais. Observem: O PIB per capita do município de P. Prudente foi de  R$ 13.541,96  em  2006, R$ 14.426,83  em 2007 e R$ 15.435,91 no ano de 2008 e os número em Rosana são esses: R$ 26.794,88 em 2006 e R$ 34.431,64 em 2007 e os valores de R$ 35.602,93 para o ano de 2008. Ou seja , no mesmo período o município manteve sempre uma per capita maior. Agora compare o tamanho de Presidente Prudente e o tamanho de Rosana, ou melhor ainda, veja como toda essa riqueza está sendo aplicada.    E então ?? Algo temos que aprender com tudo isso!                     O que você acha?

DR André Luis Brandão, ao centro, e a esquerda o Procurador Geral do MPE, Dr Antonio Marrey, que   esteve  em   Rosana  no  ano  de  2003,  em audiência pública a pedido do vereador Jeovane e da comunidade


Isso me faz reportar ao passado e lembra-me de  algo. ....    “ vereador Jeovane não vai ser fácil indiciá-los.   Será uma longa guerra com várias batalhas. (...)    perderemos muitas   e   dependendo      das  reações          populares,     se              existirem, conseguiremos   vencer  algumas   delas.   (...) os tribunais não têm   contribuído   muito,   aliás   muito pouco e   parecem não pensar como muitos do Ministério Publico”.   ( Dr André Luis Brandão), representante da promotoria pública e designado pelo Procurador Geral Antonio Marrey, no início do ano de 2003,  para trabalhar junto aos protocolos de Cidadania na   Vara distrital de Primavera atendendo a reivindicações     da    comunidade    através da AMPREMA.  

Realmente não foi fácil.        A quantidade de pessoas que enriqueceram no município assaltando os cofres públicos não tem parâmetro em lugar nenhum. A questão é que em Rosana há ingredientes sutis com vários “atores” cujas construções se    deram alhures e que, levados a termo, se constituíram em quadrilhas muito bem estruturadas com a conivência e até participação direta, em certos momentos, de deputados estaduais, empresas “mistas”, secretárias de estado, etc.

Com informações oficiais e dispondo de prerrogativas que o parlamento ( câmara ) me autorizava, procurei o   representante do   Ministério   Público do estado   ( MPE )   para que pudesse,    a partir  da    situação encontrada, buscar uma solução para a verdadeira calamidade então detectada no orçamento do Executivo e do Legislativo.

Busquei então    socorro     na Corregedoria do MPE   na pessoa do    Corregedor Geral Dr Agenor Nakazone para  que  buscasse suprir a falta de um servidor da promotoria na Vara distrital de Primavera. Nunca houve interesse e nenhuma ação direta de agentes políticos de Rosana para que o Ministério Público local e o Judiciário funcionassem a contento.           A precariedade estrutural, tanto material como humana, estavam presentes em ambos.       Quadro esse que se agravou a medida que os tucanos se revezavam no poder no estado de São Paulo sucateando os serviços públicos e desestruturando, com notável celeridade, o judiciário, as secretaria de Segurança e, incluindo-se nesse rol, o MPE.

Em uma, dentre várias ocasiões     em    que estive no   Tribunal de Justiça,   em algumas oportunidades acompanhado por representantes da  ACE- Associação comercial e Empresarial de Primavera e Rosana ( senhores Agenor Rosa  e Durval Modesto)  - o Corregedor do TJ , desembargador Dr-Jóse Elias Tâmbara, disparou: ...             “ a situação do poder Judiciário no estado de São Paulo vereador Jeovane  Bezerra   é   lastimável   (...)   faltam   funcionários,  mesas,  as   instalações   possuem inadequações, em muitos municípios há convênios com as Prefeituras locais onde ocorrem cessões de recursos diversos até mesmo material humano. (...) em Rosana certamente o quadro deve ser muito pior devido a distância da capital” . Realmente. A distância entre Rosana e São Paulo é de 840 Km.

Após várias investidas  junto ao  MPE e TJ para que  designassem servidores  para  lota rem  as  lacunas, conseguimos a designação de um promotor para cuidar   especialmente   dos “protocolos de Cidadania” ( pasta que trata dos crimes de peculato daqueles que têm cargos eletivos ).            O primeiro promotor designado pelo então Procurador Geral do MPE Antonio Marrey, foi o Dr André Luis Brandão  que trabalhou exaustivamente em Peças de Informação, Procedimentos  Preparatórios e Ações Civis Públicas, dentre outros expedientes, contando com a colaboração de ONGS como a AMPREMA e a participação do vereador Jeovane através do   municiamento de documentos com  indícios de  ilícitos que procuravam clarear as investigações.

Dr. Francisco Baltazar da Silva superintendente PF época.  ( foto  ao lado )



Foram dezenas de viagens a São Paulo junto ao MPE, Tribunal de Contas do estado, Corregedoria   das  Polícias  Civil e Militar,  Ouvidoria  da Polícia de SP,   Polícia Federal. Tudo isso na expectativa de que as investigações ganhassem maior rapidez, algo muito incomum nessa seara. No grande edifício da sede da Polícia Federal, perto da ponte do Piqueri, ali na Hugo D Antola, o Dr Baltazar então superintendente da PF de São Paulo disse-nos:    “ vereador os   criminosos  não  são   organizados,     (...) o crime se fosse organizado dificilmente conseguiríamos vencê-los. (...) daremos todo o apoio ao MPE, nas  investigações de sua cidade. (... ) na área de inteligência, creio, podemos contribuir com algo “.  Nesta ocasião me acompanhava o vereador  Valdir de Rosana, companheiro de partido.

Certa ocasião fiado naquela inocente crença de que a Imprensa poderia,  exercendo evidentemente o seu direito e obrigação de   informar bem a população, noticiar o  escandaloso desvio de recursos públicos no poder público de Rosana – Prefeitura em conluio com o Legislativo, para enriquecimento ilícito de pequenos grupos, procuramos a “ Folha" – empresa Folha da Manhã no ano de 2003 onde estive acompanhado do vereador Valdir de Freitas..   Pois bem, previamente tomei o  cuidado  de  buscar um jornalista que tivesse aquilo que denominam de “ faro investigativo”, um idealista ou algo assim. Tive então que ler a Folha  onde no decorrer de alguns meses me chamou a atenção as matérias, de Thiago Ornagh   sobre  nepotismo  e corrupção em governos do Paraná e de Mato Grosso do Sul.

Diante do jornalista Thiago, a propósito, muito jovem, abri minha pasta repleta de documentação referentes as investigações que estavam em andamento no MPE e Polícias, contendo CDs com gravações de diálogos entre pessoas suspeitas e investigadas, despachos   de  desembargadores  do TJ com  elevado  grau    de suspeição,..       O jovem jornalista não demonstrou interesse nenhum nem mesmo quando lhe mostramos sentenças com pedidos   de prisão   preventiva de    figuras da política local de Rosana,     alguns inclusive cumprindo pena de detenção na cadeia pública de Mte do Paranapanema e diálogos assaz comprometedores de personalidades públicas ( vereadores, prefeito, ex prefeitos, “ empresários”, servidores de empresas “mistas”, lotados na capital, onde discorriam sobre aquilo que mais gostavam de fazer        “ roubar dinheiro público “.

Nada disso provocou sequer uma mudança   de    perspectiva    no  jovem repórter.         Muitas dessas documentações, anos mais tarde, com o prosseguimento  das investigações cobradas com insistência pelo vereador e pela ONG AMPREMA, levariam a Operação Mexilhão Dourado que culminaria coma prisão de dezenas de pessoas. Dessa maneira a Folha comprovava, já naqueles idos, aquilo que hoje sabemos de forma axiomática e pública.   Folha! Dá sim, pra não ler!!      Este é o primeiro capítulo de uma série. Aguardem o próximo.

7 comentários:

Anônimo disse...

ao que parece esse municipio não tem jeito. entra prefeiro sai prefeito e a roubalheira continua correndo solta. Na epoca do Dr alvaro acabaram com o dinheiro desviando as obras de compensação, na cidade de ilha solteira fizeram um motão de obras, lá se roubaram ficou muito escondido, mas aqui em primavera não fizeram nehuma dessas obras. a cida barreto engana todo mundo com a cara de sonsa, quem num conhece aquela coisa é que acredita nela. ouvi dizer que a roubalheira continua do mesmo geito. só falta agora esse povo bobo votar no partido do psdb que tá cheio de ladroagem. a cida barreto pensa que vai consegui enganar mais tempo. ela tava envolvida na bandidage e era vice do jura. obrigado professor geovani por voçê ter coragem de falar essas coisas. o povo precisa saber disso. ainda acredito que um dia isso tudo vai mudar.

Anônimo disse...

Incrível Jeovane! Ótimo trabalho o seu, estamos ansiosos, (eu e família)para lermos mais artigos sobre esse assunto vergonhoso de nosso município.

Grande Abraço!

Bruno Perles.

Marisa Bezerra disse...

Valeu Jeovane, continue assim, pode contar com esta seguidora, os canalhas precisam ser punidos, o povo precisa acordar...

Val Minillo disse...

DEUS o abençoe sempre professor Jeovane.

A Armadura de DEUS. Efésios capítulo 6 - versiculos de 10 a 20:

No demais, irmãos meus, fortalecei-vos no Senhor e na força do seu poder.

Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para que possais estar firmes contra as astutas ciladas do diabo.

Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais.

Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, havendo feito tudo, ficar firmes.

Estai, pois, firmes, tendo cingidos os vossos lombos com a verdade, e vestida a couraça da justiça;

E calçados os pés na preparação do evangelho da paz;

Tomando sobretudo o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do maligno.

Tomai também o capacete da salvação, e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus;

Orando em todo o tempo com toda a oração e súplica no Espírito, e vigiando nisto com toda a perseverança e súplica por todos os santos,

E por mim; para que me seja dada, no abrir da minha boca, a palavra com confiança, para fazer notório o mistério do evangelho,

Pelo qual sou embaixador em cadeias; para que possa falar dele livremente, como me convém falar.
...
________________________________________________________

Com enorme gratidão sinto-me abençoado por ter sido seu aluno, na verdade um pupilo. Conheço o vosso trabalho como Educador e como Homem Público. Fui testemunha da história entre 1999 a 2003 em meu tempo nestas cidades de Rosana e Primavera.

De forma persistente, estarei lembrando o seu Nome Professor para alguns Irmãos parlamentares, para que, quem sabe, de alguma forma chegue ao conhecimento do Ministério da Justiça. Gostaria muito de ver ao lado de Eduardo Cardozo.

A minha atual Cidade - Cidade Gaúcha, Noroeste do estado do Paraná - em que moro e luto não é muito diferente politicamente. Por aqui tem alguns políticos safadíssimos. O triste é saber que os descendentes destes, irão pagar muito pagar muito caro pelo pecado dos pais.

Abraço Fraterno.

José pereira disse...

a coisa tá feia em rosana,e o povo já tá vacinado contra essa gente safada. todos os prefeito que passaram por rosana causaro poblemas paraa população, é só olhar como eles compraro terras, carro corola. dizem que vereador em rosana comprou casa de praia. Agora a cidade tá feia, não tem imprego, a cida varejera pensa qui vai enganar o povo pintando sargeta e inaugurando obra com dinheiro do governo do estado. moro em primavera a muitos anos e gosto da cidade, é que o povo não sabe votar professor, tem gente que vota nessas mundiça e acha que tá certo por que só pensa no seu.Mas no ano que vem tem outra eleição e se Deus quizer essas coisa ruim não volta mais. tão dizendo em primavera que a doutora sandra se juntou com a cida varejera, agora e´que a coisa ficou mais feia. mas o povo não tá mais besta e vai acabar com essa canbada. parabens professor geovani pelo seu trabalho e pelo seu site.

Vera Lucia Machado disse...

Parabéns pela matéria e pela coragem Professor Jeovane.
Não o conheço, mas Rosana, em pouco tempo, ela está se tornando a maior faculdade de minha vida.
Uma cidade que não tem apenas corrupção e desvalia ao povo, mas também as inquisições modernas.
Fui iludida por aquelas plaquinhas que dizem: Venha investir em Rosana.
Mas os problemas vão além disso tudo, comparo Rosana à uma cidade de Lampião e Maria Bonita, aqui há "DONOS" e ai de quem se atravessar na frente, leva chumbo grosso.
Bom, encontrei em minhas pesquisas hoje sobre o Município, além de seu Blog, um outro, que não tenho nem palavras para relatar, mas deixo aqui o endereço para quem quer saber mais sobre o Turismo de Nosso Município, juro, fiquei muito envergonhada, apesar de só estar por aqui apenas 1 ano e meio.
Veja o endereço do site que denigre? a imagem de Rosana: http://desciclopedia.ws/wiki/Rosana#Primavera

Com carinho e respeito

zé claudio disse...

Õ meu conterraneo. Tenho orgulho de saber que lá em Rosana tem uma cabra bom e que é de nossa mirante.aqui tinha uma placa na entrada da cidade que dizia que dessas raises sairiam bons frutos. você é de verdade um bom exemplo disso aí. tem muito mirantense que fala da dinheirama que tem nessa cidade e da roubaalhera quu você ajudou a acabar. Esse povo dessa cidade devia pensa bem nas eleição pra prefeito. Vou conversar com os mirantense dai pra te ajudar. Você é um orgulho para nós de Mirante do Paranapanema. um grande abraço professor Geovani. De um admirador seu.

Postar um comentário

Licença Creative Commons
Este obra foi licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution-ShareAlike 2.5 Brasil.