Pages

Subscribe:

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Fechamento de Ormuz não será tolerado, adverte EUA



Washington- Estados Unidos advertiu hoje a Irã que não tolerará o fechamento do Estreito de Ormuz, via pela qual transita mais de um terço do comércio mundial de petróleo.

 EUA e Israel avaliam possível ataque preventivo contra o Irã
 A advertência foi lançada pelo secretário de imprensa do Pentágono, George Little, enquanto indicou que não se registram indícios de um possível conflito na zona até o momento.

 Para as forças navais iranianas resulta muito fácil fechar o estreito de Ormuz, pois temos o controle total sobre a estratégica via fluvial, assegurou nesta quarta-feira o almirante Habibolá Sayyari.

 A advertência foi a segunda de seu tipo realizada por um alto cargo do país persa, depois que a véspera, o vice-presidente Mohamed Reza Rahimi também ameaçou com bloquear a estratégica via de comunicação que interromperia as exportações de óleo.


 O governo iraniano explicou que faria efetivo esse fato se Estados Unidos e Europa fazerem qüestão de impor sanções à indústria petroleira iraniana e suas exportações.

 Desde faz meses, Washington e seus aliados europeus tratam de punir a Irã pelo desenvolvimento de seu programa nuclear, que de acordo com Teerã está dirigido à produção de eletricidade e com fins médicos.

 Outros funcionários estadunidenses também reagiram às intenções do país persa.

 Quem quer que alterar a liberdade de navegação em um estreito internacional está evidentemente fora da comunidade de nações e nenhuma interrupção será tolerada, afirmou nesta quarta-feira a porta-voz da Quinta Frota dos Estados Unidos, com sede em Dubai, Emiratos Árabes Unidos, reportou a televisora Fox News.

 Meios de imprensa confirmam que Estados Unidos e Israel intensificaram no último mês os contatos sobre o programa nuclear iraniano e hoje sopesam a possibilidade de um ataque preventivo contra as instalações atômicas desse país.

 Washington trata de convencer a Tel Aviv de que lançará um ataque militar contra Irã se este cruzar certas linhas vermelhas respeitante a um suposto desenvolvimento de armas nucleares, destacou o blog estadunidense The Daily Beast, pertencente à revista Newsweek.

fonte:   Agencia  Prensa Latina

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Licença Creative Commons
Este obra foi licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution-ShareAlike 2.5 Brasil.