Pages

Subscribe:

domingo, 16 de fevereiro de 2014

Beltrame se infiltrou durante a ditadura e infiltra policiais nas manifestações ainda hoje

Polícia infiltrada nas manifestações hoje e no movimento estudantil da época da ditadura não são novidade e ambas contaram com o atual secretário de Segurança do Rio de Janeiro

PCO- No Rio de Janeiro, há várias denúncias e suspeitas de infiltração de policiais militares nas manifestações, seja implantando prova ou como provocadores. O assunto certamente não é complicado para o atual secretário de Segurança Pública do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame. Policial deste o começo dos anos 1980, o indicado de Sérgio Cabral tem conhecimento de causa: foi agente infiltrado da Ditadura Militar no movimento estudantil de Porto Alegre.

O caso veio à tona com relatos feitos pelo também agente, Telmo Fontoura, e sua esposa, Magda Ribeiro Tavares para a produção do livro “Os Infiltrados”, publicado em 2011 por Carlos Wagner, Carlos Etchichury e Humberto Trezzi. Logo no início da carreira, Beltrame acompanhou Telmo no movimento estudantil.

“Gaúcho de Santa Maria, Beltrame, jovem agente em início de carreira no começo dos anos 80, acompanhou Telmo (Telmo Fontoura, o chinês, agente infiltrado no movimento sindical e estudantil gaúcho nos anos 80.) numa assembleia estudantil em que a presença dos policiais foi denunciada por participantes não alinhados com a direção da Umespa (União Metropolitana dos Estudantes Secundários de Porto Alegre). Quando alguém anunciou ao microfone que havia policiais monitorando o encontro, vários jovens deixaram às pressas a reunião. Eram agentes: – O pessoal do DOI-Codi e da Dops da Polícia Civil também estava lá. Quando anunciaram que tinham policiais lá, todos correram, inclusive eu e o Beltrame (José Mariano Beltrame) – descreve Telmo, sem conter o sorriso” denuncia o livro-reportagem. (virusplantario.net)

Mesmo após o fim do regime militar, Beltrame continuou na profissão e, como secretário de Segurança Pública, apenas subiu de cargo. Isto revela a total farsa do fim da ditadura e o porquê da manutenção dos mesmos métodos, como a infiltração de policiais.

fonte PCO


Ouça abaixo o  áudio do relato de Mágda

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Licença Creative Commons
Este obra foi licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution-ShareAlike 2.5 Brasil.