Pages

Subscribe:

terça-feira, 19 de abril de 2011

Revolução Bolivariana reduz, nos últimos anos, em mais de 50%, a extrema pobreza na Venezuela !!


Eis uma notícia que jamais a imprensa, capitaneada pelo consenso norte-americano, publicaria! Na Venezuela há um organismo estatal, que usufrui de credibilidade internacional, que possui atribuições diretas de promoção, defesa e supervisão dos Direitos Humanos, inclusive previstos na Constituição do país, e que estão, por assim dizer, contidos em Tratados Internacionais. A Coordenadora desse destacado órgão é Gabriela Ramírez- Defensora Pública Federal.- foto ao lado-
Grande parte da imprensa mundial, protagonizada e dirigida pelos Eua e seus afoitos seguidores, ao se referirem a Venezuela o fazem negativamente e de forma preconceituosa. Quando há notícias sobre o país os destaques são direcionados para algum tipo de levantamento, preferencialmente realizados por algum organismo interno existente, onde estejam apontamentos ou indicadores que sugerem preocupações de âmbito estrutural para que esses passem assim a ter grande destaque internacional na ardil expectativa de obscurecer os fatos reais. Recentemente alguns jornais da América do Norte deram destaque a quantidade de vidas que as Polícias da Venezuela teriam tirado, tentando assim direcionar a interpretação do fenômeno apresentado. Os dados inclusive foram divulgados pela Defensoria Pública do país, denotando compromisso com a verdade. Esta mesma Defensoria Pública apresenta agora dados que ressaltam o caráter vitorioso da Revolução Bolivariana e do modelo econômico político e social que regulamenta a vida dos cidadãos venezuelanos. A nota de Ramírez reitera a redução da extrema pobreza,nos últimos 10 anos, em mais de 50%, indicando que naquele país categoricamente há uma política de defesa dos Direitos Humansos . " A redução é uma avanço da democracia, com todas as letras, e não uma democracia de papel e discursos". Este é um marco, -prosseguiu a Defensora-, dos povos, que anuncia o surgimento de muitas outras conquistas em matéria de Direitos Humanos".
Na Venezuela, de fato, muitos avanços já ocorreram! É evidente que a mídia brasileira não reportara a qualquer acontecimento que demonstre melhorias na vida do "povão"-o mesmo segmento social que FHC afirma que deve ser abandonado pelo tucanos- (..) isto faz-me reportar a uma passagem, imagino, amiúde na vida de muitos. Encontrava-me numa dessa clínicas médicas onde nas salas de espera, inevitavelmente, você se depara com uma pequena mesa repleta de revistas- para poder folhear,se assim desejar, até ser chamado. Pois bem, peguei uma. Era um exemplar de " Veja "( havia várias delas ) corajoso que sou, abri e o que vi: uma matéria mentirosa sobre a Venezuela. (..) Observei ao lado um senhor que, surpreendentemente e visivelmente irritado e bravo, reclamava da revista. Fiquei feliz, pois não estava só! É, é assim mesmo que as mentiras são reproduzidas, em lugares como esse, aqui e alhures.
A direita e a ultra direita que existem na Venezuela, que inclusive calunia o governo bolivariano cotidianamente porque não aceitam viver numa democracia de fato, é a mesma que no Brasil tentou derrubar Lula e tentará fazer o mesmo com Dilma. Chavez durante todo o seu governo nunca mandou fechar nenhum órgão de imprensa, muito embora as notícias que chegam até nós, via " mídia cheirosa" tentem dizer e afirmar o contrário. As consultas plebiscitárias, fonte maior da democracia, ocorrem com relativa frequência e provam de maneira axiomática que a população que perdera a dignidade, liberdade, respeito e esperanças- tudo tirado pelos governantes que antecederam a Chavez- agora têm tudo isso de volta, e sabem que poderão ter mais com o Socialismo Bolivariano. Isso me faz lembrar de outra passagem:.. a espetacular " barriga" de um grande jornal da Capital paulista que estampava manchete mentirosa sobre a vitória de Chavez num plebiscito, quando na verdade foi o oposto que ocorrera, sugerindo, por conseguinte,
que o presidente, por não ser democrático, na avaliação do decadente matutino, não teria permitido outro resultado. Isso demonstra o que a "imprensa" quer que acreditemos e o que diz a Imprensa que não envergonha-nos! Viva a verdade!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Licença Creative Commons
Este obra foi licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution-ShareAlike 2.5 Brasil.