Pages

Subscribe:

quinta-feira, 12 de abril de 2012

Forças sírias respeitam cessar fogo; Turquia ameaça com OTAN.


Damasco- As forças sírias colocaram em vigor o acordo de cessar-fogo, segundo o plano do enviado especial da ONU, Kofi Annan, no entanto, a Turquia ameaça utilizar sua participação na OTAN para lançar essa aliança bélica contra Síria.

Mais:
Intelectuais turcos recusam política de Ancara contra a Síria
 Ainda que com matizes antissíria e suspeitas, meios ocidentais e árabes reconhecem que não houve incidentes após às 06:00 hora local (04:00 GMT), segundo informam-lhes supostos ativistas das províncias de Homs, Hama e Idleb, em Damasco o dia amanheceu ensolarado, mas fresco e calmo.

 O Ministério de Defesa sírio anunciou ontem que suas forças deteriam hoje as operações militares, mas esclareceu que as tropas permaneceriam em alerta para responder a qualquer ataque ou ação por parte dos grupos armados terroristas, o que foi informado assim por Annan à ONU.

 Annan quem hoje informa ao Conselho de Segurança sobre o desenvolvimento de sua proposta fez questão da necessidade de que todas as partes cumpram o cessar- fogo, a fim de poder dar assistência humanitária às pessoas que precisam, e antes de que possa começar o diálogo previsto.

 Antes de sair ontem à noite de Teerã, onde se reuniu com as autoridades desse país, Annan declarou que "o processo político deve ser liderado pelos sírios e devem ser respeitadas as aspirações do povo sírio".


 O importante -enfatizou- "é que os governos da região e a mais lá cooperem com a Síria para resolver a crise", e advertiu que "a posição geopolítica da Síria é tal que qualquer erro de cálculo pode ter consequências inimagináveis".

 Com respeito aos chamados fatos por alguns governos como os de Arábia Saudita, Catar e Estados Unidos de financiar, armar e equipar à oposição síria, o enviado da ONU considerou que "qualquer militarização será desastrosa".

 "Se todas as partes respeitam o cessar-fogo, poderemos então ver melhoras nas condições sobre o terreno", disse o ex-secretário geral da ONU.

 No entanto, o premiê turco, Recep Tayyip Erdogan, avivou a confrontação ao ameaçar com invocar o artigo V da OTAN para que essa aliança militar lance seu poder bélico contra o vizinho país caso alguma suposta incursão por tropas sírias na fronteira, informou o jornal Today's Zaman.

 Observadores turcos encontro dos por essa publicação indicaram que se ocorresse um ataque na demarcação entre Turquia e Síria, os membros da OTAN poderiam entrar em ação para assistir a seu atacado aliado.

 A ameaça de Erdogan tem lugar após divulgado incidente fronteiriço na província turca de Hatay, sobre o que Damasco não informou absolutamente nada.

 Ainda que em sua edição de hoje o Today's Zaman muda a versão dos fatos, na terça-feira reconheceu ao igual que outros meios turcos que o incidente se deveu a que um grupo armado atacou do território turco um posto de controle fronteiriço sírio e matou vários soldados, e estes se viram na necessidade de responder o fogo.

 No intercâmbio foram feridos vários dos atacantes e também outras quatro pessoas que se identificaram nesse momento como dois refugiados sírios e dois turcos, segundo a descrição dos fatos pela imprensa turca na terça-feira.

 Em sua agora mudada versão, o Today's Zaman indica nesta quinta-feira que tropas sírias mataram quatro pessoas quando atacaram refugiados que fugiam de seu país para Turquia.

 "A OTAN tem a responsabilidade de proteger as fronteiras turcas", disse Erdogan e ameaçou que a Turquia pode oficialmente pedir a essa aliança militar a aplicação do artigo V de sua carta, segundo o qual um ataque contra alguns de seus membros será considerado uma agressão contra todos.

 Analistas em Damasco advertem que esse poderia ser o último recurso a utilizar, ou seja, a montagem de uma provocação fronteiriça pelos adversários da Síria ante a impossibilidade de utilizar o Conselho de Segurança da ONU e agora aos grupos armados se se veem na obrigação de cumprir com o plano de Kofi Annan.

Fonte: Prensa Latina

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Licença Creative Commons
Este obra foi licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution-ShareAlike 2.5 Brasil.