Pages

Subscribe:

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Fidel Castro alerta sobre perigos que ameaçam a paz mundial.


 (Prensa Latina) O líder da Revolução Cubana, Fidel Castro, reiterou seu alerta sobre os perigos que ameaçam a humanidade pela postura belicista de potências como os Estados Unidos, no meio de conflitos em várias partes do planeta.

  Em sua mais recente reflexão "A paz mundial por um fio", publicada hoje, Fidel Castro aborda a situação no Irã e países da Ásia Central e Oriente Médio, a qual qualificou de complexa.

 Com relação à nação persa e às ameaças de agressão dos Estados Unidos e de alguns de seus aliados europeus, comenta seu encontro desta quarta-feira com o presidente iraniano, Mahmud Ahmadinejad, a quem observou sossegado e tranquilo, apesar da escalada de tensões nessa região.

 "Estou seguro de que, por parte do Irã, não devem se esperar ações irreflexivas que contribuam ao início de uma guerra. Se esta inevitavelmente desatar, será fruto exclusivo do aventurismo e da irresponsabilidade congênita do império ianque", adverte.

 Fidel Castro estima que a situação política criada em torno do país persa e os riscos de uma guerra nuclear derivados dela são sumamente delicados porque ameaçam a própria existência da espécie humana.

 Em suas reflexões, o líder revolucionário também menciona o caso da Síria, apoiado em comentários do secretário do Conselho de Segurança russo, Nikolai Patrushev, que sustentou que o Ocidente prepara contra Damasco uma situação similar ao da Líbia.

 Com relação à Ásia Central, assinala os conflitos no Afeganistão, nação invadida pelos Estados Unidos, e no Paquistão, países que compartilham fronteira.

 "Acaso exagero quando afirmo que a paz mundial está por um fio?", pergunta Fidel Castro em sua reflexão.

 rmh/wmr/es

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Licença Creative Commons
Este obra foi licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution-ShareAlike 2.5 Brasil.