Pages

Subscribe:

domingo, 7 de julho de 2013

Pedido de asilo de Snowden tem apoio na Nicarágua


Manágua- Prensa Latina- A carta enviada pelo ex-analista da Agência Central de Inteligência (CIA) dos Estados Unidos, Edward Snowden, para pedir asilo político na Nicarágua gera hoje um amplo apoio entre a população.

Cidadãos de diversos setores concordaram nas declarações para a imprensa sobre a necessidade de dar uma saída à situação desse jovem, que a partir de dados copiados em seu trabalho profissional denunciou o governo de Barack Obama de espiar ao mundo inteiro.

 Snowden explica em sua carta, datada em 30 de junho e entregue depois à embaixada deste país em Moscou, que solicita asilo devido a perseguição desatada contra si após divulgar as sérias violações à Constituição dos Estados Unidos nas suas quarta e quinta emendas, assim como de vários tratados internacionais.

 O jovem meciona a investigação penal iniciada contra ele por exercer sua liberdade de expressão e demonstrar que esse governo está interceptando a maioria das comunicações no mundo, entretanto o acusam de traidor e pedem sua prisão e execução.

 Algumas das acusações apresentadas contra mim pelo Departamento de Justiça estão ligadas com a Lei de Espionagem de 1917, uma das quais inclui prisão perpétua entre as possíveis sentenças, acrescenta.

 Snowden recorda o precedente estabelecido pelo Equador ao conceder asilo ao fundador do sítio digital Wikileaks, Julian Assange, também perseguido por revelar mais de 20 mil telegramas diplomáticos que confirmaram a ingerência estadunidense nos assuntos internos de outros países.

 Meu caso é similar ao do soldado estadunidense Bradley Manning, que revelou crimes de guerra através do Wikileaks e foi preso e tem sido tratado de forma desumana na prisão, aponta.


 Recorda a prisão solitária, os atos crueis e desumanos e a forma irregular na qual decorre o processo contra Manning, como reconheceu o Comitê contra a Tortura das Nações Unidas.

 "Dadas as circunstâncias, é improvável que eu recebesse um julgamento justo ou tratamento apropriado antes desse julgamento e enfrento a possibilidade de prisão perpétua ou inclusive a sentença de morte", afirma.

 Na sexta-feira passada, no ato prévio à reedição da histórica Retirada Tática a Masaya de 27 de junho de 1979, o presidente nicaraguense, Daniel Ortega, anunciou a disposição de conceder asilo a Snowden.

 "Vocês sabem qual é a posição da Nicarágua sobre o assunto. Somos um país aberto, respeitoso do direito de asilo, e está claro que se as circunstâncias permitirem, nós receberemos Snowden com todo prazer ", declarou Ortega.

 O presidente pediu às milhares de pessoas reunidas na Praça das Vitórias, na capital, que afirmassem se concordavam em receber Snowden, e a resposta positiva foi unânime.

Fonte: Prensa Latina

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Licença Creative Commons
Este obra foi licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution-ShareAlike 2.5 Brasil.