Pages

Subscribe:

sábado, 3 de setembro de 2011

MANIFESTO DE APOIO À UNIDADE DO POVO SÍRIO CONTRA AS AMEAÇAS DO IMPERIALISMO.



1.A OTAN conseguiu! Hoje, a Líbia é um país destruído, com milhares de mortos e desabrigados. Segundo organismos dos Direitos Humanos, há 4 milhões de refugiados da Líbia, fugindo para os países fronteiriços, de uma população de 6.5 milhões. Fogem da OTAN e de seus “rebeldes” mercenários apresentados pela mídia, como salvadores da pátria, que vieram salvar o povo da ditadura. Nada mais falso!

2.Nossa posição política é de total independência com relação ao governo Kadafi, no entanto não podemos esconder os fatos : A Líbia ostentava o Maior Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) da África , maior que o do Brasil; o ensino era gratuito até a Universidade; o sistema de saúde era público, moderno e gratuito; o Banco estatal fazia empréstimos sem juros; em 2007, construiu o maior sistema de irrigação do mundo, que transformou o deserto, 95% da Líbia, em fazendas produtoras de alimentos e colocou água a disposição do povo líbio, gratuitamente e o que incomodava sobremaneira: seu Banco Central não estava atrelado ao sistema financeiro mundial, cuja referência é o dólar.

3.O “bombardeio humanitário” destruiu a vida de milhões de trabalhadores negros, que apesar de todo sofrimento, resistem bravamente à invasão do país pela Al-Qaeda, a velha aliada da CIA, no Oriente Médio. Mas, os EUA e a UE, através da OTAN estão no caminho de atingir seu principal objetivo militar e geopolítico: a ocupação , a apropriação das riquezas naturais e o controle político da Líbia, Síria, Líbano e Iran e concluir a limpeza étnica da Palestina. Tudo em nome da democracia deles!

4.Um poderoso aliado é determinante nesta fase histórica tão conturbada de crise sistêmica do capital e guerras de rapina contra os povos: a mídia sionista. Antes dos tanques e aviões lotados de bombas de nêutron empobrecidas que causam terríveis mutações genéticas nos seres humanos, os jornais e TVs preparam os corações e as mentes dos homens e mulheres para que aceitem suas mentiras, como verdade inquestionável. Assim, para o Iraque, o motivo foi a existência de fictícias armas nucleares; para a guerra no Afeganistão, o combate ao terrorismo; na Líbia, a intervenção humanitária, retórica também utilizada para justificar um iminente ataque à Síria;

5.A Síria é a bola da vez! Neste sentido os EUA, UE , Israel, Turquia, Arábia Saudita e a OTAN já deram início a “operação campanha de desestabilização”, que inclui apoio militar encoberto ( armas e treinamento) a grupos mercenários sírios e aos paramilitares da Al-Qaeda dirigidas contra o governo sírio, que se destaca na região, pelo apoio às resistências antimperialistas e na luta contra o sionismo. A idéia é destruir o equilíbrio político existente entre os diversos grupos políticos e étnicos e causar o caos. As bombas “humanitárias”viriam salvar o povo sírio, sob o lema de "Responsabilidade para proteger" ("Responsibility to Protect", R2P), a mesma tática aplicada contra a Líbia. Esse movimento, por tabela, causaria a desestabilização imediata do Líbano e fortaleceria o aliado Israel.

6.Esse movimento de protesto na Síria, como na Líbia, não tem nada de pacífico, nem de democrático e nem de primavera. Se apropriam da agenda de luta por democracia para investir contra o espírito secular e tolerante que marca historicamente a formação da sociedade Síria. O Estado está enfrentando homens armados, Edifícios públicos incendiados, como o Tribunal de Justiça e o Banco Agrícola, em Hama, onde os “manifestantes paramilitares” estavam armados com metralhadores sofisticadas. São os franco atiradores trazendo pânico e medo para população e o exército é constantemente alvejado por esses mercenários.

7.O Comitê de Solidariedade à Luta do Povo Palestino do Rio de Janeiro não tem dúvidas de que lado está: incondicionalmente ao lado do povo da Síria , que por diversas vezes, já demonstrou através de manifestações gigantescas de rua, sua intenção de lutar em defesa da integridade do país , contra o imperialismo e o sionismo. Neste momento histórico, todos os setores progressistas e de esquerda da Síria estão juntos contra a ameaça de ataque e destruição de seu país. Construindo uma Frente antimperialista!

8.E o Comitê de solidariedade à Luta do Povo Palestino do RJ está do lado deles contra o inimigo imperialista e sionista!

NÃO À AGRESSÃO IMPERIALISTA NA SÍRIA!
TODO APOIO A FRENTE ANTIMPERIALISTA !
TOTAL REPÚDIO À OCUPAÇÃO DAS TROPAS IMPERIALISTAS E SEUS “REBELDES” DA OTAN, NA LÍBIA!
FORA A OCUPAÇÃO SIONISTA DA PALESTINA!
PALESTINA LIVRE!

Comitê de Solidariedade à Luta do Povo Palestino do Rio de Janeiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Licença Creative Commons
Este obra foi licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution-ShareAlike 2.5 Brasil.