Pages

Subscribe:

domingo, 12 de junho de 2011

A Máfia do " Club Bilderberg" está conspirando desde esta quinta-feira em St Moritz, Suíça!

- Rainha Sofia, da Espanha, uma das conspiradoras! Elite cheirosa!

- fonte rádio del Sur/Librered- contrainjerencia.
O “Clube de Bilderberg” está reunido em St Moritz, Suíça. Seus críticos denunciam que este grupo de pessoas influenciam de maneira determinante sobre a política e se constituem algo como um governo mundial que, as escuras, determinam as diretrizes dos países.

Ministros de Economia,dirigentes de grandes corporações transnacionais, chefes de Estado e aristocratas estão sempre presentes em encontros que se celebram uma vez por ano em hotéis de luxo.

“O grupo Bilderberg, como é chamado, é como uma seleção especial, uma espécie de círculo restringido do foro de Davos”, explica Sérgio Rossi, professor de Economia da Universidade de Friburgo. Um ambiente fechado, cuja capacidade de suas reuniões anuais pode prejudicar muitas pessoas pelo mundo afora.

As críticas sobre esses encontros se centram em denunciar uma espécie de poder governamental supranacional sem transparência que podem provocar custos elevados aos contribuintes. Participam desses encontros seletos, Ministros de Estado e Presidentes de vários países.

Neste fim de semana alguns manifestantes fizeram um protesto contra esses tipos de encontros em praça pública na Europa.

Este clube seleto se caracteriza por extremo luxo e grande ostentação, seus participantes “ilustres” chegam de aviões privados na pista de Samedan, num baile de limusines de luxo. Há toda uma parafernália de segurança extrema para proteger essa elite da elite mundial.

Não é fácil ter acesso aos nomes dos participantes dessa edição de 2011. Como em todos os anos a participação está reservada exclusivamente a personalidades da Europa e da América do Norte.

Algumas das pessoas que neste fim de semana se reuniram no luxuoso hotel Suvretta House, foi o fundador da rede social Facebook, Mark Zuckerberg, a rainha Sofia da Espanha, o presidente do Banco Mundial, Robert Zuelick, o presidente da União Europeia, Herman Van Ronpuy e o diretor do Banco Central europeu, Jean Claude Trichet.

Entre os conspiradores, nada menos que a rainha Sofia da Espanha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Licença Creative Commons
Este obra foi licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution-ShareAlike 2.5 Brasil.