Pages

Subscribe:

domingo, 30 de junho de 2013

Até quando a humanidade suportará o fascismo e seus crimes?


Julian Assange   paga  um preço  muito elevado por ter  tido um comportamento similar ao de Snowden.    Assange,  somente  denunciou  o imoral  e ilegal  esquema  ao mundo.   Conseguiu torná-lo público apesar dos  seculares filtros   que, há séculos,  esconde,  manipula e   rouba da humanidade  preciosas informações  que  intrínseca e   diretamente  estão  ligadas ao  desenvolvimento  da raça humana,  seu futuro,   sucesso e, quiçá,  sua desgraça. 


Uma parte  extremamente pequena da   imprensa mundial veiculou dados, confiáveis, sobre  a  saída de Edward Snowden, ex agente dos serviços de segurança dos Eua, de Hong Kong.  Algo realmente muito estranho e preocupante vem ocorrendo no mundo quando a questão paira na campo da  censura de informações.    Sabemos todavia  que isso, lamentavelmente, não é recente. 


Os  jornais The Washington Post  e The Guardian, que tiveram acesso a interessantes e bombásticos dados e divulgaram, ao menos partes  desses,  contribuíram ao menos para algo que nos parece  bastante claro:  há uma gigantesca  mentira que blinda a “democracia”  capitalista. 

Uma farsa  como tantas outras inventadas pelos piores tipos de  seres humanos.   Não existe segurança num mundo  controlado culturalmente  por fascistas e  similares destes  que, desde os idos  do início  da Era cristã, dominam o planeta com suas teses  anestesiantes   e  invisíveis para a maioria dos mortais.  

O Estado “moderno” tutelado pela  burguesia e seus comparsas  muito devagar vem sendo desmascarado  por atitudes  de coragem de muitos.  Destes, apenas alguns conseguem  ter êxito e eco.    Mas aqui  e alhures eles vêm sendo  desnudados.           É apenas uma questão  de tempo.


Não se trata apenas de  espionagem entre  países    que possuem  pontuais e determinadas adversidades   econômico-ideológicas.   É algo mais contundente e preocupante pois, segundo Snowden empresas chinesas  tiveram sua privacidade  violada  incluindo-se centros  de pesquisas  e Universidades .

Julian Assange   paga  um preço  muito elevado por ter  tido um comportamento similar ao de Snowden.    Assange,  somente  denunciou  o imoral  e ilegal  esquema  ao mundo.   Conseguiu torná-lo público apesar dos  seculares filtros   que, há séculos,  esconde,  manipula e   rouba da humanidade  preciosas informações  que  intrínseca e   diretamente  estão  ligadas ao  desenvolvimento  da raça humana,  seu futuro,   sucesso e, quiçá,  sua desgraça. 



Recentemente,  o ex-juiz espanhol Baltazar Garzón, responsável pelo departamento jurídico do Wikileaks,  afirmou:  "o que está sendo feito contra Snowden e Assange [pelos   próceres criminosos  mencionados  acima] é um ataque contra todas as pessoas".

  Assange, como todos sabem vive na embaixada  do Equador em Londres, onde amarga  um isolamento de um ano.  O imperialismo dos EUA  com a apoio  doutros seculares  criminosos vem desenvolvendo ações que  circunstancialmente, culminam com prisões arbitrárias como  a de outro corajoso, ex agente da CIA  Manning,   que  amarga    prisão  e tortura  nos Eua.  Um  absurdo.     Julian Assange: "O governo dos EUA está espionando cada um de nós, mas Edward Snowden é acusado de espionagem por nos avisar disso".          O fascismo  parece não ter limites.          Até quando?? 


Segundo informações vazadas por   Snowden,   em Fort Meade, Maryland, há um verdadeiro quartel  general   excelentemente  estruturado cujo objetivo  é o de espionar  os sistemas de telecomunicações e de informática   em escala mundial.  Para isso  os técnicos  que trabalham no projeto  hackeam   os  sistemas.  Trata-se de um verdadeiro roubo de  dados  com a previsibilidade inclusive de provocar uma espécie de bleckaute  em    sistemas específicos e estratégicos.  Snodem  informou que existe  uma  organização  especial para cuidar   desse ataques cibernéticos.  

Seu nome é cybercom  e funciona  também em Fort Meade.  Quem assiduamente controla e  opera tal  expediente é o general  K  Alexander.      Essa  estrutura, segundo   Snoden,  chama-se TAO e é dirigida  por um cidadão de nome Robert  Joyce.   Além de   técnicos  em informática    este  departamento conta com milhares   de hackers  que  prestam “relevantes serviços”  para os  Estados Unidos.

Não há o que negar.  Os Estados  Unidos  é a  nação mais    falaciosa e deletéria  do planeta.  Mas um dia isso terminará!  Seus  governantes prosseguem  intocáveis e continuiam com seu ardil..  O que a este respeito encontramos   nos   arautos, técnicos e  doutores  de Washington, é mero palavrório.   Novos tempos  se abrirão.         Essa é a   esperança  de muitos.

Não, não somos forjadores de superstições.  Somos  humanos que acreditam  na vitória  dos justos e do bem. 

Para  desviarem o foco desse  que é mais um  dos escândalos   envolvendo a   exemplar “democracia” estadunidense não faltarão  aqueles que, oriundos da grande mídia  falaciosa, tentarão  desacreditar o  ex agente da   Cia     .   Farão de tudo.          Esse é o   costume.


Professor Jeovane


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Licença Creative Commons
Este obra foi licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution-ShareAlike 2.5 Brasil.